happy goes Lucky
A happy-go-lucky person :)
happy goes Lucky
+
goodtypography:

Frank Zappa
+
herochan:

Rocket & Groot 
Created by Mike S. Miller 
(via:xombiedirge)
herochan:

Rocket & Groot 
Created by Mike S. Miller 
(via:xombiedirge)
herochan:

Rocket & Groot 
Created by Mike S. Miller 
(via:xombiedirge)
+
+
+
unpopular:

thebookguru:Sign outside Waterstones Gower Street
+
"Stop trying to ‘get it together’. The biggest lie we’re told when we’re growing up is that soon as we’re adults, as soon as we’re in college, finish college, get that job, have that steady income, find that someone special, ‘find ourselves’, find that perfect house, get that retirement fund, have those children, everything will fall into place. Here’s a secret: it won’t. Every new development in your life, good or bad, big or small, will come with its own very special set of challenges. The sooner you accept that, the better off you’ll be."
Nanna Freeman (via garinjwind)
+
isjustanothertypeoflove:

at Querétaro
+
+
+
+
boringtobewild:

Disneylândia
boringtobewild:

Disneylândia
boringtobewild:

Disneylândia
boringtobewild:

Disneylândia
boringtobewild:

Disneylândia
boringtobewild:

Disneylândia
boringtobewild:

Disneylândia
boringtobewild:

Disneylândia
boringtobewild:

Disneylândia
boringtobewild:

Disneylândia
+
"Be brave. Even if you’re not, pretend to be. No one can tell the difference. Don’t allow the phone to interrupt important moments. It’s there for your convenience, not the callers. Don’t be afraid to go out on a limb. That’s where the fruit is. Don’t burn bridges. You’ll be surprised how many times you have to cross the same river. Don’t forget, a person’s greatest emotional need is to feel appreciated. Don’t major in minor things. Don’t say you don’t have enough time. You have exactly the same number of hours per day that were given to Pasteur, Michaelangelo, Mother Teresa, Helen Keller, Leonardo Da Vinci, Thomas Jefferson, and Albert Einstein. Don’t spread yourself too thin. Learn to say no politely and quickly. Don’t use time or words carelessly. Neither can be retrieved. Don’t waste time grieving over past mistakes Learn from them and move on. Every person needs to have their moment in the sun, when they raise their arms in victory, knowing that on this day, at his hour, they were at their very best. Get your priorities straight. No one ever said on his death bed, ‘Gee, if I’d only spent more time at the office’. Give people a second chance, but not a third. Judge your success by the degree that you’re enjoying peace, health and love. Learn to listen. Opportunity sometimes knocks very softly. Leave everything a little better than you found it. Live your life as an exclamation, not an explanation. Loosen up. Relax. Except for rare life and death matters, nothing is as important as it first seems. Never cut what can be untied. Never overestimate your power to change others. Never underestimate your power to change yourself. Remember that overnight success usually takes about fifteen years. Remember that winners do what losers don’t want to do. Seek opportunity, not security. A boat in harbor is safe, but in time its bottom will rot out. Spend less time worrying who’s right, more time deciding what’s right. Stop blaming others. Take responsibility for every area of your life. Success is getting what you want. Happiness is liking what you get. The importance of winning is not what we get from it, but what we become because of it. When facing a difficult task, act as though it’s impossible to fail."
Jackson Brown Jr. (via at-kkoolook)
+
+
+
feministacansada:

A senadora democrata Wendy Davis conseguiu um feito maravilhoso ontem de madrugada. 
Um projeto de lei deveria ser votado até o prazo de meia-noite de ontem. Caso passasse do prazo, não poderia mais ser considerado válido. Igual aconteceu com nosso ‘cadastro Nacional de gestantes’.
O projeto de lei, entre outras coisas, restringia enormemente o acesso ao aborto no estado americano do Texas. Reduzia o prazo em que era legal abortar, exigia das clínicas que faziam abortos uma grande quantidade de equipamentos e readequações desnecessárias e caras, numa série de medidas que, se implementadas, forçariam o fechamento de 37 das 42 clínicas que ofereciam o serviço de aborto no Texas. Ou seja, o aborto continuaria legal, mas o acesso a ele seria incrivelmente restrito, especialmente para quem vive em zonas rurais. 
Caso a votação fosse feita, a lei seria aprovada com certeza. A maioria republicana na casa é toda ‘pró-vida’ - leia-se pró controlar o útero alheio. 
Mas há uma pequena regra de conduta que poderia ser aproveitada, chamada Fillibuster. Ela diz que uma pessoa pode se dirigir ao presidente do Parlamento e falar por quando tempo quiser - sobre o assunto em pauta, especificamente. No livro de regras é estabelecido que ele (sic) deve permanecer de pé, sem se inclinar ou apoiar na sua mesa, sem interromper o seu discurso, a menos que seja para responder perguntas ou resolver questões burocráticas, sem ir no banheiro nem comer, nem beber água. Caso a pessoa quebrasse qualquer uma dessas regras, teria um ‘demérito’, por assim dizer, e 3 deméritos significavam que o Fillibuster deveria ser interrompido e dariam continuidade às votações. 
Isso mesmo. Era praticamente um Jogos Vorazes capacitista. Capacitista porque presume que toda pessoa tem a capacidade de ficar de pé. E se a senadora fosse cadeirante? Não teria direito de falar? Então, o absurdo da situação era além de um Reality Show. (quem ficar com a mão no carro por mais tempo ganha, uhuu).
O objetivo de Wendy Davis era o de falar até que o prazo para aprovação da lei passasse. Para isso, ela tinha que falar durante 13 horas sem parar. De pé. No mesmo lugar. 
Republicanos a todo tempo tentavam interromper e desencorajar o discurso da senadora. Ela recebeu dois ‘deméritos’: Um por ‘sair do assunto’ - aparentemente falar sobre ultra sonografia não estava dentro do assunto do aborto segundo republicanos, apesar deles mesmos terem anteriormente passado leis para restringir o aborto que exigia que se fizesse uma ultra sonografia desnecessária e invasiva. 
O segundo demérito foi novamente capacitista: Ela precisou de ajuda para colocar um suporte nas costas - de acordo com o livro de regrinhas, isso era ilegal. Fico pensando que se a Senadora tivesse desmaiado, ou levasse um tiro no meio do discurso, iam também descontar um demérito. 
No terceiro demérito, os manifestantes dentro do parlamento gritaram tanto que não consegui ouvir. A senadora já estava de pé por 10 horas e meia discursando. 
A partir daí, diversos democratas passaram a fazer um jogo de enrolação do presidente. Questionando os deméritos, revisando o livro de regras da casa, fazendo perguntas ao presidente, de forma a preencher o tempo o máximo possível, para tentar cumprir a meta da senadora e barrar a lei. 
Nos últimos 10 minutos, um momento de desespero: As votações tinham começado. 
E aí o povo começou a gritar. 
O barulho extremo das milhares de pessoas dentro e fora da casa forçou a interrupção da votação. Elas permaneceram gritando durante mais de 10 minutos sem parar. Foi um momento maravilhoso. Democratas faziam sinais de aprovação, republicanos tentavam em vão retomar o voto, e Wendy Davis continuava de pé após 13 horas. 
O prazo passou. 
O presidente da câmara ainda tentou fazer a votação, ilegalmente, após o fim do prazo. A confusão começou. Republicanos editavam as datas para fingir que a votação tinha ocorrido no dia 25 e não no 26. Democratas questionavam a ilegalidade da votação. #StandWithWendy (fique de pé com Wendy) estava nos TTs do mundo inteiro. 130 mil pessoas assistiam o vídeo ao vivo, apesar de nenhum canal de televisão estar cobrindo a votação. 
As 2 horas da manhã, uma vitória, finalmente. A mensagem de texto da senadora avisando que a lei estava morta. A votação tinha começado após o prazo de meia-noite. O direito ao aborto saiu ileso no Texas, dessa vez. Quaisquer outras tentativas de reavivar a lei estarão fora da legalidade ( o que não significa que não vão tentar).
E eu descobri uma nova pessoa pra admirar. A senadora que ficou de pé por 13 horas pelo direito ao aborto. 
Wendy Davis, você é a nossa Khaleesi. 
(x)